Câmera na Estrada

Fotografia, viagem e os dois juntos!

Tag: praia

Seu lixo vai longe

lixo

A foto mostra pequenos pedaços de plástico coloridos nas areias de uma praia. É possível ver que não é plástico novo, nem peças inteiras. Os pequenos pedaços de plástico estão quebrados e tem a marca de desgaste de quem já está a muito tempo no mar sendo sacudido pelas ondas.

A primeira coisa que vem em mente é que esse lixo foi jogado por alguém naquela praia há algum tempo e está desgastado pelo atrito com a areia. Pode ser que sim mas é muito improvável.

Essa praia fica numa ilha do Oceano Pacífico, a mais de 3.500km de qualquer grande cidade. A frequência é pequena, 20 a 30 pessoas por dia nos dias mais cheios. O controle sobre o lixo existe e é possível ver que todos carregam seu lixo de volta ao sair da praia.

A maior possibilidade é que esses detritos tenham vindo de muito longe trazido pelas correntes e isso tem se mostrado cada vez mais comum até mesmo em praias de ilhas isoladas e desabitadas.

Pense nisso da próxima vez que usar uma embalagem descartável ou jogar seu lixo na praia. Os oceanos são fundamentais pra vida no planeta, incluindo a nossa e sua capacidade de acumular lixo é limitada.

Foto da Segundona – 30-04-2018

Toda segunda-feira uma foto de um lugar legal pra começar bem a semana.

Ilhabela

Foto: www.cameranaestrada.com

Perequê, Ilhabela, Brasil

Micro-Guia – Fernando De Noronha, PE, Brasil

Foto: www.cameranaestrada.com

O arquipélago de Fernando de Noronha, também conhecido como Esmeralda do Atlântico, fica a 545km da costa e é formado por 21 ilhas além de umas rochas diversas menores. A ilha principal, maior delas, é a única habitada e é dividida em Parque Nacional Marinho e Área de Preservação Ambiental, que é onde ficam os habitantes, hotéis e o comércio.

Algumas praias do Parque Nacional tem horário de visitação e necessitam de acompanhamento de guias. Muitas tem também a visitação proibida. O clima é bem definido com a época de seca (agosto a fevereiro) onde o mar é mais calmo, favorecendo o mergulho Na época de chuvas (março a julho) não chove tempo todo e ainda é possível aproveitar as águas transparentes e é a melhor época para o surf na ilha. Nos últimos tempos, principalmente na virada do ano de 2017 para 2018, Noronha se tornou o local da moda para famosos e celebridades.

Ao entrar na ilha, é preciso pagar a TPA, taxa de preservação ambiental no aeroporto ou porto (são aceitos dinheiro e cartões). O valor varia conforme a quantidade de dias de estadia. É possível também pagar adiantado. Mais informações em www.noronha.pe.gov.br, item Taxa de Preservação.

 

Onde fica

Atrações

  • Praias – As praias da ilha são divididas em mar de dentro e mar de fora. Os dois mares variam conforme a época do ano, deixando as praias mais calmas ou com mais ondas. A ilha tem praias para todos os gostos:
    • Banho: Baía do Sancho, Cachorro, Meio, Porto
    • Mergulho/snorkeling: Sueste, Atalaia, Cachorro, Porto, Baía dos Porcos, Baía do Sancho
    • Observação de animais (mergulho proibido): Baía dos Golfinhos, Air France
    • Surf: Cacimba do Padre, Boldró, Bode, Conceição
    • Atividades do TAMAR: Sueste, Leão

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Mergulho – Fernando de Noronha é um dos melhores pontos de mergulho do Brasil com temperatura média de 26ºC e visibilidade acima de 30m na maior parte do ano. É possível fazer mergulho livre em diversas praias como Cachorro, Sueste, Atalaia e Porto e é fácil ver tubarões, arraias e tartarugas. No mergulho autônomo existem diversas opções de profundidades e naufrágios com vasta vida aquática e até alguns encontros com tubarões-baleia. Na ilha, existem também pontos para mergulho de apnéia e à reboque. Por estar dentro de um Parque Nacional Marinho, só é permitido mergulhar através de agências:
  • Construções históricas – Pela sua localização estratégica, o arquipélago já foi muito utilizado como ponto de proteção e abastecimento, por isso existem diversos fortes sendo os mais bem conservados o de São Pedro do Boldró (lugar ótimo pra ver o pôr do sol) e o de Nossa Senhora dos Remédios. Na Vila dos Remédios existem também prédios históricos como o Palácio São Miguel, Memorial Noronhense e a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, de 1772.

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Passeios de barco e pesca – O passeio de barco é um programa obrigatório em Fernando de Noronha onde é possível conhecer várias praias e avistar golfinhos. Existem também barcos para pesca em alto-mar. Procure a Blue Marlin Tours – www.bluenoronha.com.br
  • Projeto Tamar – Além do museu que mostra as atividades do projeto, todas as noites no auditório do Tamar são apresentadas palestras sobre ecologia. As palestras tornaram-se ponto de encontro da noite de Noronha. www.tamar.org.br

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Surf – Fernando de Noronha é conhecido como o Havaí brasileiro pois é o local onde se formam as ondas mais tubulares do país com até 15 pés. A temporada de surf acontece entre janeiro e fevereiro. A Cacimba do Padre (onde acontece o Hang Loose Contest Prime) é a preferida dos surfistas mas outros bons picos são Boldró, Bode e Conceição. Só lembre-se de levar pranchas extras pois Noronha é famoso por quebrar pranchas.

 

Para fotografar

Difícil não fotografar alguma coisa em Fernando de Noronha. Uma boa dica é seguir as trilhas. Em várias praias (como o mirante do Sancho) começam trilhas que vão até praias vizinhas e tem paisagens incríveis. No caminho é fácil também encontrar muitos animais típicos da ilha. Pra fotografar o pôr do sol, um ótimo lugar é o mirante do Forte do Boldró ou praia Cacimba do Padre. Nos meses de seca, o céu é um show a parte e rende excelentes fotos. Veja também dicas para fotografia no verão aqui.

Foto: www.cameranaestrada.com

Para saber mais

www.fernandodenoronha.com

www.ilhadenoronha.com.br

www.noronha.com.br

www.noronha.pe.gov.br

Praia de Fernando de Noronha é eleita a melhor do mundo

© www.cameranaestrada.com

A Baía do Sancho em Fernando de Noronha é considerada pelos usuários do site TripAdvisor como a melhor praia do mundo. A pesquisa é uma compilação das opiniões dos usuários do site e a praia brasileira consta entre as dez melhores pelos últimos seis anos, dentre mais de 300 ao redor do mundo.

Não espere porém, uma praia de fácil acesso com barracas servindo cerveja gelada e camarão frito. A praia é isolada, cercada por falésias e acessível somente por barco ou através de escadas de metal entre fendas na rocha. As escadas começam a partir de um mirante no topo das falésias, de acesso fácil e de onde é possível apreciar a beleza da praia e a cor de suas águas que variam entre o verde e azul. Do mirante partem também trilhas para outras praias vizinhas. A baixa infraestrutura aumenta o contato do visitante com a natureza e a mantém como um paraíso preservado.

O local é muito procurado para mergulho livre, com vasta vida marinha e visita frequente de tartarugas e golfinhos. Durante a época de desova de tartarugas, entre Janeiro e Junho, a visitação noturna é proibida. Na época de chuvas, entre Fevereiro e Junho, cachoeiras se formam na praia, tornando-a ainda mais especial. Alguns usuários do site acreditam que existem praias melhores em outras partes do mundo e podem até ser que tenham razão porém, posso dizer por experiência própria: a Baía do Sancho é um lugar de rara beleza e digno de ser visitado, realmente rivalizando com as mais belas praias do mundo.

© 2019 Câmera na Estrada

Theme by Anders NorenUp ↑