Viajar é uma das melhores coisas da vida, ainda mais pra outro país onde podemos conhecer culturas e pessoas diferentes das nossas. Lógico que ninguém quer que a viagem seja uma roubada e alguns dos países mais perigosos do mundo infelizmente tem um risco considerável de algum problema com segurança ou doenças.

Pra ajudar os viajantes, todos os anos a International SOS emite um relatório sobre segurança de todos os países do mundo e grande parte das cidades. Esse relatório contém riscos de problemas médicos como epidemias e doenças locais, risco de assalto, sequestro e segurança das estradas e transportes em geral.

O Brasil, já faz algum tempo, ocupa uma posição média em relação a segurança, considerado nem muito seguro nem muito inseguro. Atualmente, com o aumento de casos de dengue, febre amarela e outras doenças, o Brasil está numa posição de risco mais alto no item saúde pública. Quanto aos deslocamentos, o país também ocupa uma posição de risco, em vista do alto índice de acidentes, estradas mal conservadas e imprudência de motoristas bem acima da média de países considerados seguros. Países da América do Norte, maior parte da Europa e Austrália são considerados os mais seguros. África, Ásia e América Latina tem risco médio a alto com países mais perigosos.

Para explorar o relatório, acesse o site www.internationalsos.com/risk-outlook. Nesse site, é possível encontrar um mapa interativo onde você pode escolher o tipo de risco e também digitar o nome de um país ou cidade para ter informações locais. Você também pode acessar diretamente www.travelriskmap.com

Independente do risco alto ou baixo de cada lugar do mundo, as regras de segurança básicas sempre valem: tomar as vacinas exigidas nos prazos corretos e levar o certificado internacional de vacinação, não ostentar dinheiro ou bens materiais, não andar em locais ermos ou considerados perigosos, principalmente à noite e obter informações no seu hotel sobre a segurança local. De resto, boa viagem!