Category: Micro-guias (page 1 of 2)

Micro-Guia – Fernando De Noronha, PE, Brasil

Foto: www.cameranaestrada.com

O arquipélago de Fernando de Noronha, também conhecido como Esmeralda do Atlântico, fica a 545km da costa e é formado por 21 ilhas além de umas rochas diversas menores. A ilha principal, maior delas, é a única habitada e é dividida em Parque Nacional Marinho e Área de Preservação Ambiental, que é onde ficam os habitantes, hotéis e o comércio.

Algumas praias do Parque Nacional tem horário de visitação e necessitam de acompanhamento de guias. Muitas tem também a visitação proibida. O clima é bem definido com a época de seca (agosto a fevereiro) onde o mar é mais calmo, favorecendo o mergulho Na época de chuvas (março a julho) não chove tempo todo e ainda é possível aproveitar as águas transparentes e é a melhor época para o surf na ilha. Nos últimos tempos, principalmente na virada do ano de 2017 para 2018, Noronha se tornou o local da moda para famosos e celebridades.

Ao entrar na ilha, é preciso pagar a TPA, taxa de preservação ambiental no aeroporto ou porto (são aceitos dinheiro e cartões). O valor varia conforme a quantidade de dias de estadia. É possível também pagar adiantado. Mais informações em www.noronha.pe.gov.br, item Taxa de Preservação.

 

Onde fica

Atrações

  • Praias – As praias da ilha são divididas em mar de dentro e mar de fora. Os dois mares variam conforme a época do ano, deixando as praias mais calmas ou com mais ondas. A ilha tem praias para todos os gostos:
    • Banho: Baía do Sancho, Cachorro, Meio, Porto
    • Mergulho/snorkeling: Sueste, Atalaia, Cachorro, Porto, Baía dos Porcos, Baía do Sancho
    • Observação de animais (mergulho proibido): Baía dos Golfinhos, Air France
    • Surf: Cacimba do Padre, Boldró, Bode, Conceição
    • Atividades do TAMAR: Sueste, Leão

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Mergulho – Fernando de Noronha é um dos melhores pontos de mergulho do Brasil com temperatura média de 26ºC e visibilidade acima de 30m na maior parte do ano. É possível fazer mergulho livre em diversas praias como Cachorro, Sueste, Atalaia e Porto e é fácil ver tubarões, arraias e tartarugas. No mergulho autônomo existem diversas opções de profundidades e naufrágios com vasta vida aquática e até alguns encontros com tubarões-baleia. Na ilha, existem também pontos para mergulho de apnéia e à reboque. Por estar dentro de um Parque Nacional Marinho, só é permitido mergulhar através de agências:
  • Construções históricas – Pela sua localização estratégica, o arquipélago já foi muito utilizado como ponto de proteção e abastecimento, por isso existem diversos fortes sendo os mais bem conservados o de São Pedro do Boldró (lugar ótimo pra ver o pôr do sol) e o de Nossa Senhora dos Remédios. Na Vila dos Remédios existem também prédios históricos como o Palácio São Miguel, Memorial Noronhense e a Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, de 1772.

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Passeios de barco e pesca – O passeio de barco é um programa obrigatório em Fernando de Noronha onde é possível conhecer várias praias e avistar golfinhos. Existem também barcos para pesca em alto-mar. Procure a Blue Marlin Tours – www.bluenoronha.com.br
  • Projeto Tamar – Além do museu que mostra as atividades do projeto, todas as noites no auditório do Tamar são apresentadas palestras sobre ecologia. As palestras tornaram-se ponto de encontro da noite de Noronha. www.tamar.org.br

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Surf – Fernando de Noronha é conhecido como o Havaí brasileiro pois é o local onde se formam as ondas mais tubulares do país com até 15 pés. A temporada de surf acontece entre janeiro e fevereiro. A Cacimba do Padre (onde acontece o Hang Loose Contest Prime) é a preferida dos surfistas mas outros bons picos são Boldró, Bode e Conceição. Só lembre-se de levar pranchas extras pois Noronha é famoso por quebrar pranchas.

 

Para fotografar

Difícil não fotografar alguma coisa em Fernando de Noronha. Uma boa dica é seguir as trilhas. Em várias praias (como o mirante do Sancho) começam trilhas que vão até praias vizinhas e tem paisagens incríveis. No caminho é fácil também encontrar muitos animais típicos da ilha. Pra fotografar o pôr do sol, um ótimo lugar é o mirante do Forte do Boldró ou praia Cacimba do Padre. Nos meses de seca, o céu é um show a parte e rende excelentes fotos. Veja também dicas para fotografia no verão aqui.

Foto: www.cameranaestrada.com

Para saber mais

www.fernandodenoronha.com

www.ilhadenoronha.com.br

www.noronha.com.br

www.noronha.pe.gov.br

Micro-guia – Guararema, SP, Brasil

Foto: www.cameranaestrada.com

A tranquila cidade de Guararema está localizada a apenas 80km de São Paulo às margens do rio Paraíba do Sul. É uma boa opção para quem procura descanso e contato com a vida do interior, mas não quer andar muito ou não dispõe de tempo para uma viagem mais longa. Muitos paulistanos inclusive possuem casas de veraneio nos condomínios ao redor da cidade. Guararema foi oficialmente fundada em 1898 mas sua história começa muito antes, no século XVII e ainda possui construções desta época, como a Igreja Nossa Senhora da Escada, construída em 1652.

 

Onde fica

 

Atrações

  • Cachoeira do Putim – 50m de quedas com escorregadores naturais, localizada a 8km do centro de Guararema.
    Estrada Guararema – Santa Branca, acesso precário.
  • Igreja Nossa Senhora da Escada – Localizada na Freguesia da escada, a capela foi construída em 1652 em taipa de pilão no estilo tipicamente barroco. Hoje, a igreja e o convento anexo são tombados pelo Patrimônio Histórico Nacional. É a única igreja do Brasil que possui a imagem de São Longuinho. Na praça em frente à igreja, no mês de Março, ocorre a festa de São Longuinho.
  • Orquidácea – Um dos maiores orquidários do país, produz cerca de 150.000 mudas por ano. É possível visitar as áreas de cultivo de orquídeas e aprender sobre seu cultivo e cuidados. www.orquidacea.com.br

 

Foto: www.cameranaestrada.com

  • Parque da Pedra Montada – Parque municipal de acesso gratuito e muito bem cuidado onde os visitantes podem caminhar, descansar e apreciar as pedras que dão nome ao parque: duas pedras com 9m de comprimento cada, equilibradas uma sobre a outra. Estrada Municipal Hércules Campagnoli, km 8
  • Trem turístico – Locomotiva a vapor com carros de madeira restaurados para um passeio de trem como antigamente. www.tremdeguararema.com.br

 

Foto: www.cameranaestrada.com

 

Para saber mais

www.guararema.com.br

www.guararema.sp.gov.br

Micro-guia – Itatiaia, RJ, Brasil

Foto: www.cameranaestrada.com

Itatiaia é uma cidade tranquila localizada aos pés da Serra da Mantiqueira próxima à divisa entre os estados de SP e RJ. A cidade é o ponto de acesso à parte baixa do Parque Nacional de Itatiaia onde é possível visitar uma grande área de Mata Atlântica e suas diversas cachoeiras e poços que podem ser desfrutados principalmente no verão. No inverno, o clima frio e aconchegante convida os viajantes a uma bebida quente ao lado da lareira das pousadas.

 

Onde fica

 

Atrações

  • Usina Hidrelétrica de Funil – Construída na década de 60 no Salto do Funil, as instalações da usina estão abertas à visitação. Estrada do Funil, s/n
  • Parque Nacional de Itatiaia (parte baixa) – O parque nacional mais antigo do Brasil completa 80 anos em 2017 e sofreu diversas melhorias na última década. As estradas dentro do parque variam entre bem conservadas e esburacadas porém, é possível o acesso mesmo com veículos menos robustos. As trilhas são bem conservadas e sinalizadas, algumas inclusive são pavimentadas. www.icmbio.gov.br/parnaitatiaia/
    • Museu – Reformado em 2007, mostra informações sobre o parque e a região, fauna e flora, além de exposições itinerantes. Fica no centro de visitantes.
    • Mirante do Último Adeus – Pouco depois da entrada do parque está o mirante de onde é possível ter uma bela vista do parque e arredores.
    • Cachoeiras e poços – Muitos poços e cachoeiras estão disponíveis para visitação e banho (Véu da Noiva, Itaporani, Poço Azul, Piscina Maromba, etc.). Algumas delas podem ser interditadas durante as chuvas, devido ao risco de inundações repentinas. Informe-se na entrada do parque ou no centro de visitantes.

 

Foto: www.cameranaestrada.com

Para fotografar

O Parque Nacional de Itatiaia tem belas cachoeiras e paisagens típicas da Mata Atlântica. O local também atrai muitos fotógrafos de animais, sendo um dos principais pontos no Brasil para observação de aves.

 

Foto: www.cameranaestrada.com

Para saber mais

Previsão do tempo

www.itatiaia.com.br

www.itatiaia.rj.gov.br

Micro-guia – Pucon, Chile

© www.cameranaestrada.com

Pucon é um conhecido destino chileno procurado durante todo o ano. No verão oferece trilhas, esportes de aventura e a escalada do vulcão Villarrica, sua mais famosa atração. No inverno, a cidade conta com estações de esqui e termas com águas quentes brotando da terra. A cidade tem uma ampla rede hoteleira para satisfazer a todos os gostos e bolsos além de restaurantes e parques.

 

Onde fica

 

Atrações

  • Vulcão Villarrica – É literalmente a maior atração da região. O vulcão de 2.850m de altitude é visível de toda a cidade, sempre lançando vapor ou fumaça no ar. É possível chegar ao seu topo e ver a lava derretida em sua cratera. Várias agências da cidade oferecem a escalada, como a Politur: www.politur.com

© www.cameranaestrada.com

  • Esqui – O vulcão Villarrica, no inverno, transforma-se numa estação de esqui com vários níveis de pistas, ascensor, aulas, cafeteria, loja e aluguel de equipamentos. www.skipucon.cl
  • Ojos del Caburgua – Bosque, cachoeiras, poços de águas cristalinas com trutas e rios subterrâneos. O local pode ser explorado pelas suas passarelas. www.visitchile.com/es/ojos-del-caburgua/

© www.cameranaestrada.com

  • Termas – Por ser uma região vulcânica, Pucon tem várias fontes de água quente e termas para aproveitá-las com piscinas e poços. Uma delas é a Huife: www.termashuife.com

 

Para fotografar

A cidade é cheia de belas paisagens mas o vulcão, sem dúvida é a melhor delas. Visível da cidade e de toda a região ao redor, rende fotos ótimas!

© www.cameranaestrada.com

Para saber mais

Previsão do tempo

www.chile-pucon.com
www.pucon.com
www.puconturismo.cl

Micro-guia – Paranapiacaba, SP, Brasil

© www.cameranaestrada.com

Paranapiacaba é uma vila construída pela companhia inglesa São Paulo Railway no século XIX para servir de apoio à construção e manutenção das vias ferroviárias que uniam São Paulo ao litoral. O sistema movido a vapor movimentava os trens que levavam a produção agrícola e minérios da região sudeste até o porto e foi durante muito tempo uma parte importante da economia brasileira.

A ferrovia foi modernizada porém, as instalações a vapor e as casas dos trabalhadores permanecem tombadas pelo patrimônio histórico. Apesar da degradação do tempo devido ao baixo investimento do Estado na preservação, ainda é possível conhecer boa parte da história da vila.

Onde fica

Informação importante pra quem vai de carro: o posto de combustível mais próximo da vila fica a cerca de 10km, em Rio Grande da Serra.

Atrações

  • Construções antigas – Caminhando por Paranapiacaba, é possível encontrar diversas casas e outras construções do século XIX como a Casa dos Engenheiros ou a Igreja Matriz. Muitas ainda são residências e outras se tornaram estabelecimentos comerciais que podem ser visitados. Também tem o Castelinho, antigo centro de controle operacional onde hoje funciona um museu.
  • Museu ferroviário – Um dos passeios mais interessantes da vila, o visitante pode caminhar ao lado dos trilhos e ver todo o maquinário antigo que movimentava os trens da antiga ferrovia além de locomotivas e carros (vagões) da época. Os monitores que acompanham tem muitas histórias e lendas pra contar sobre o passado da vila.

© www.cameranaestrada.com

  • Parque Natural Nascentes de Paranapiacaba – Um parque natural municipal onde é possível percorrer trilhas em meio à mata e visitar cachoeiras, lagos e mirantes. As visitas são guiadas e devem ser contratadas nas agências da cidade.
  • Neblina – Sim, a neblina é uma atração de Paranapiacaba. Na maior parte do ano, no final do dia, a neblina toma conta da vila criando um clima de mistério em meio às construções antigas. A neblina traz também muitas lendas antigas.

 

© www.cameranaestrada.com

Para saber mais

Previsão do tempo

www.amaparanapiacaba.com (Vale a pena contratar uma visita guiada à cidade na Ama Paranapiacaba)

www.paranapiacabaecotur.com

www.abpf.com.br/paranapiacaba-santo-andre/

Micro-guia – Campos do Jordão, SP, Brasil

© www.cameranaestrada.com

O frio está dando as caras, então é hora de um micro-guia de Campos do Jordão em SP, um lugar perfeito pra curtir o inverno.

A menos de 200km da capital e a mais de 1700m de altitude, Campos do Jordão é o ponto de encontro do inverno paulista. Nesta época, suas ruas lotam de carros e pessoas querendo aproveitar o clima aconchegante da montanha. É um lugar para ver e ser visto. Durante o dia, as opções são ao ar livre: trekking, mountain-bike, off-road, cavalgada ou só rodar pela cidade sem rumo. As noites frias (a temperatura quase sempre cai abaixo de zero no inverno) é aquecida pelos bares, restaurantes, cafés e casas noturnas.

Agora,  se você prefere um local mais tranqüilo e romântico, pode ir a Campos do Jordão fora da temporada ou feriados, entre Setembro e Abril. Nesta época, muitos estabelecimentos da cidade fecham mas, ainda assim, não faltarão opções.

Onde fica

Atrações

  • Capivari – É o centro turístico de Campos do Jordão, repleto da arquitetura européia. Ali encontra-se boa parte das lojas, bares, restaurantes e serviços da cidade. Próximo dali, fica o Parque Capivari, um centro de diversões com lojas de artesanato, pedalinhos e o teleférico que leva os turistas até o alto do Morro do Elefante, de onde é possível ter uma vista panorâmica da cidade.
  • Festival de Inverno – Um dos mais famosos festivais de música clássica do país, o Festival de Inverno de Campos do Jordão ocorre todos os anos, no mês de Julho. Informações: www.festivaldeinverno.sp.gov.br
  • Horto Florestal – Com mais de 8 mil hectares de mata preservada, o horto conta com diversas trilhas e cachoeiras. Informações: (12) 3663-1977
  • Palácio Alto da Boa Vista – A residência de inverno do governo do estado é aberta à visitação guiada. Um passeio pelo palácio revela móveis e obras de arte do mundo todo e de diversos artistas como Di Cavalcanti e Tarsila do Amaral. www.palacioboavista.com.br
  • Trem turístico – Saindo de Campos do Jordão, trens (inclusive uma maria-fumaça) fazem diversos passeios dentro da cidade e para as cidades próximas como Pindamonhangaba e Santo Antônio do Pinhal. Os trilhos cortam belas paisagens mas é preciso reservar com antecedência. www.efcj.sp.gov.br
  • Pico do Itupeva – O pico, na verdade, está em Pindamonhangaba, mas acaba recebendo mais visitas de Campos do Jordão pelo acesso fácil. Do alto dos seus 2030m é possível avistar, nos dias de céu claro, diversas cidades da região. O acesso é feito por estrada asfaltada até o topo. Lá, também é possível encontrar diversas lojas com artesanato e roupas. E não se esqueça: no topo, o vento é forte e o frio também.
  • Gruta dos Crioulos – Local onde, diz a lenda, os escravos fugitivos das fazendas da região se escondiam. A gruta é um vão embaixo de uma imensa pedra de mais de 20m de comprimento. Para chegar lá, saindo do bairro Jaguaribe, siga as indicações para a gruta na Estrada do Campista.
  • Cervejaria Baden Baden – A cervejaria artesanal pode ser visitada num tour guiado. Lá também é possível degustar e comprar. www.badenbaden.com.br

 

© www.cameranaestrada.com

 

Para saber mais

Previsão do tempo

www.camposdojordao.com

www.camposdojordao.com.br

www.camposdojordaopousadas.com.br

www.camposdojordao.tur.br

www.guiadecamposdojordao.com.br

www.netcampos.com

Micro-guia – Colonia del Sacramento, Uruguai

© www.cameranaestrada.com

Colonia del Sacramento, localizada no sul do Uruguai é conhecida como a Parati uruguaia. A comparação com a cidade brasileira faz jus à realidade pois ambas tem influência portuguesa, praias e um centro histórico bem preservado. Fundada no século XVII às margens do Rio da Prata, é um balneário muito procurado nos meses de verão. Além disso, seu centro histórico foi declarado patrimônio histórico da humanidade pela Unesco.

Para chegar até a cidade, é possível pegar um ônibus ou carro a partir de Montevidéu. São apenas duas horas de viagem. Saindo de Buenos Aires, é possível chegar de barco. A viagem leva de 1 a 3 horas, dependendo do barco. Acesse www.buquebus.com

Atrações

  • Centro histórico (Ciutadela) – O centro histórico bem conservado, também chamado de Ciutadela, preserva diversas construções de mais de 300 anos, além de museus, hotéis e restaurantes. A maior parte das ruas com calçamento de pedra somente podem ser percorridas à pé. No centro também fica o farol da cidade, de onde é possível ter uma boa vista da cidade.
  • Praias – Durante o verão, as praias do Rio da Prata ficam lotadas de turistas vindos de diversas partes do Uruguai e Argentina. Alguns bares e hotéis próximos às praias não funcionam nos meses de inverno.

© www.cameranaestrada.com

Para fotografar

O centro histórico é cheio de imagens interessantes. Em cada rua existem detalhes que valem a pena serem descobertos. Ao fim do dia, o por do sol no Rio da Prata proporciona belas imagens.

© www.cameranaestrada.com

Para saber mais

www.coloniadosacramento.com

www.coloniaturismo.com

Micro-guia – Santiago, Chile

© www.cameranaestrada.com

Santiago vem cada vez mais sendo descoberta pelos turistas do mundo todo e principalmente do Brasil. A cidade que se desenvolveu consideravelmente nos últimos anos oferece diversas atrações entre construções históricas, eventos culturais, vinícolas, restaurantes e vida noturna. Além disso, a cidade é o ponto de partida para estações de esqui e outras atividades esportivas na cordilheira dos Andes.

Atrações

  • Bellavista e Providencia – Bairros da cidade com grande concentração de bares, restaurantes e danceterias, onde a vida noturna e cultural acontece. Na rua Pio Nono, 55 há também o Patio Bellavista, uma galeria com lojas, bares e serviços.
  • Centro de Santiago – Entre as ruas Morande e Paseo Ahumada, no centro de Santiago, estão diversas atrações como o Palacio de la Moneda, sede do governo chileno, a Plaza de las Armas, onde fica o km 0 do país, a catedral metropolitana de Santiago, além de monumentos e museus. As estações Universidad de Chile e Moneda ficam próximas ao centro e são um bom começo para a caminhada.

© www.cameranaestrada.com

  • Cerro San Cristóbal e Parque Metropolitano – Com quase 300m de altura, é um excelente ponto para avistar toda a cidade. A subida pode ser feita de carro, pelo funicular ou pelo teleférico. No topo, ficam a estátua da Virgem Maria e os mirantes. O cerro fica no Parque Metropolitano de Santiago, que conta com outras atrações, entre elas, o zoológico de Santiago. www.parquemet.cl
  • Cerro Santa Luzia – Local de fundação da cidade, possui um labirinto de praças e escadarias que levam até um mirante no topo, com uma bela vista de 360º da cidade. Possui também duas belas fontes. Todos os dias, ao meio-dia, o canhão que fica no topo é disparado. No cerro fica também o museu de arte indígena.
  • Centro artesanal de Los Dominicos – Feira de artesanato um pouco afastada do centro de Santiago onde é possível, além de comprar as peças, ver os artesãos trabalhando. No local também acontecem eventos gastronômicos e culturais e ainda é possível fazer aulas de artesanato. Site do Centro, clique aqui.
  • La Chascona – Casa do poeta chileno Pablo Neruda em Santiago, possui decoração preservada e objetos pessoais que podem ser apreciados numa visita guiada. www.fundacionneruda.org
  • Vinícolas –  A Cousiño Macul e a Concha y Toro ficam bem próximas de Santiago e suas instalações podem ser visitadas para conhecer o processo de fabricação dos vinhos, além da degustação. Acesse www.cousinomacul.clwww.conchaytoro.com para mais detalhes e agendamento de visitas.

Para saber mais

www.chile.com

www.chile.travel

www.gochile.cl

Micro-guia – Brotas, SP, Brasil

© www.cameranaestrada.com

Brotas é conhecida como a capital paulista dos esportes de aventura e realmente merece o título. A cidade conta com boa infraestrutura turística e muita oferta de hotéis, pousadas e campings. Várias agências proporcionam aos visitantes a possibilidade de praticar raft, cascading, arborismo, mountain bike entre diversos outros. A geografia local é propícia às cachoeiras e a cidade tem dezenas delas além de cascatas e nascentes. Muitas das atrações estão em propriedades particulares bem conservadas e a visitação em alguma é cobrada.

 

Atrações

  • Cachoeiras – Brotas é um local geograficamente propício para cachoeiras. A maioria fica no distrito Patrimônio, a cerca de 20km do centro de Brotas. As mais famosas ficam em propriedades particulares que mantém os acessos bem conservados e cobram entrada. Várias dessas propriedades oferecem também esportes de aventura, alimentação e hospedagem:
    • 3 Quedas – Acesso às cachoeiras Figueira (47m), Andorinha (20m) e Nascente (6m). Possui restaurante, lanchonete, piscina e camping. www.cachoeira3quedas.com.br
    • 7 Quedas – Acesso às cachoeiras dos Quatis (44m), Bela Vista (25m) e Coqueiros (18m) além de cascatas menores. www.brotas.com.br/sitiosetequedas/
    • Areia que canta – Nascente com areia que faz um ruído quando esfregada dando nome à fazenda. É também um hotel com restaurante, esportes e atividades infantis. www.areiaquecanta.com.br
    • Cassorova – Acesso às cachoeiras Cassorova (60m) e Quatis (44m). Oferece restaurante. www.cachoeiracassorova.com.br
    • Martello – Acesso às cachoeiras Martello (55m) e Primavera (25m). (14) 3653-1197
    • Recanto das Cachoeiras – Acesso às cachoeiras Roseira, Lebres, Meninas e Santo Antônio. Possui restaurante, lanchonete, playground e piscina. www.recantodascachoeirasbrotas.com.br

© www.cameranaestrada.com

  • Esportes radicais – Em Brotas é possível praticar inúmeros esportes ligados à natureza como raft, cascading, bóia-cross, trekking, mountain bike, trilhas off-road, arborismo entre outros. A Território Selvagem Canoar oferece vários pacotes de esportes e está inserida no Programa Aventura Segura do Ministério do Turismo.

 

© www.cameranaestrada.com

  • Fundação CEU – Centro de Estudos do Universo, possui planetário e observatório aberto ao público. Agendar visita com antecedência. www.fundacaoceu.org.br

 

Para saber mais

www.brotas.com.br

www.brotasonline.com.br

www.brotas.sp.gov.br

www.brotas.tur.br

www.pousadasdebrotas.com.br

Micro-guia – Ilhabela, Brasil

© www.cameranaestrada.com

Ilhabela é um lugar de rara beleza a apenas 200km da capital paulista. A ilha encanta os visitantes há séculos, desde quando os piratas a visitavam frequentemente. As praias, que vão desde comunidades isoladas até as badaladas e cheias de agito, são propícias para todo tipo de atividades: mergulho, pesca, vela, surfe, trilhas ou simplesmente um relaxante banho de sol. Durante os feriados de verão, Ilhabela é visitada por uma multidão de turistas, tornando algumas partes da ilha intransitáveis. Mesmo nestas épocas, é possível encontrar tranquilidade, nas praias acessíveis somente a pé ou por barco.

Onde fica

Atrações

  • Praias – Ilhabela tem praias para todos os gostos. As praias voltadas para o continente são de acesso mais fácil. Algumas praias e comunidades são acessíveis somente a pé ou de barco. Aqui vão algumas dicas:
    • Mergulho/snorkeling: Portinho, Ilha das Cabras, Pedras Miúdas, Praia do Curral
    • Agito: Praia do Curral, Praia Grande
    • Pouco movimento ou isoladas: Feiticeira, Jabaquara, Bonete, Praia da Fome
    • Surf: Castelhanos, Mansa, Vermelha
    • Esportes náuticos: Perequê, Engenho D’água, Praia do Pinto

 

© www.cameranaestrada.com

 

  • Mergulho – Ilhabela conta com diversos pontos de mergulho e snorkeling, incluindo uma grande variedade de naufrágios de diversas épocas, como o famoso Príncipe de Astúrias. Procure a www.colonialdiver.com.br
  • Parque Estadual de Ilhabela – O parque abrange mais de 80% da ilha e protege as inúmeras espécies de animais e plantas do local. É possível fazer trilhas a pé, de jipe ou bike e curtir as cachoeiras da ilha como a cachoeira da Toca e cachoeira do Gato.

 

© www.cameranaestrada.com

 

  • Pesca – A ilha proporciona diferentes modalidades de pesca. O Comandante Nils leva os pescadores aos melhores pontos – (12) 3896-5396/ (12) 7850-7896.
  • Semana de Vela de Ilhabela – É o maior evento de vela oceânica da América Latina. Realizada todos os anos no mês de Julho, reúne milhares de velejadores inclusive nomes de peso do Iatismo. Mais informações em www.svilhabela.com.br.
  • Vila do centro de Ilhabela – Pequeno calçadão em frente ao pier onde a noite de Ilhabela acontece. Em torno dela estão diversos bares, restaurantes e a maioria do agito noturno da ilha. Fica intransitável (a pé) nos feriados de verão.

 

© www.cameranaestrada.com

 

Para saber mais

Previsão do tempo

www.facebook.com/ilhabelabra

www.acilhabela.com.br

www.hospedailhabela.com.br

www.ilhabela.com

www.ilhabela.com.br

www.ilhabela.org

Older posts

© 2018

Theme by Anders NorenUp ↑